domingo, 1 de janeiro de 2012

Japão devolveu dinheiro a Cruz Vermelha

video
Governo do Japão devolve dinheiro a Cruz Vermelha
.
O governo da província de Fukushima devolveu dinheiro enviado pela Cruz Vermelha para atender às vítimas do terremoto, tsunami e crise nuclear. Ocorreu o seguinte: as províncias, que equivalem aos estados no Brasil, fizeram estimativas do número de vítimas e casas destruídas pelas tragédias para receber dinheiro da Cruz Vermelha. No caso de Fukushima, o governo fez, recentemente, um novo levantamento e se deu conta de que o número real de vítimas é inferior ao estimado anteriormente. O governo de Fukushima devolveu todo o dinheiro excedente. Cada iene. O equivalente a R$ 180 milhões. O Japão – como qualquer outro país – não está livre da corrupção, mas esse é mais um exemplo da honestidade local. Se o dinheiro é para socorrer vítimas e não há vítimas, devolve-se o dinheiro.
Jornal Bom dia Brasil

Opinião do blog:

Se este fato tivesse ocorrido aqui no Brasil à primeira providência do governo seria superestimar o número de vítimas e o montante dos danos, depois seria feita uma divisão entre os políticos da cidade afetada, cada um ficaria com seu quinhão (produto do furto), fazendo assim as pessoas analfabetas, ignorantes e inocentes acreditarem que o custo da ajuda por pessoa fosse duas ou três vezes maior que o real, sabendo-se que o número de vítimas já está um valor irreal, que daria para ajudar outras cidades que nem foram afetadas, todos os ignóbeis da política iriam requerer sua parte das doações, as quais foram enviadas em dinheiro, alimentos, roupas e etc., e o que miseravelmente sobrasse seria distribuído entre milhares de pessoas necessitadas, de tal forma que mesmo assim eles continuariam precisando e que novamente iriam pedir encarecidamente aos próprios brasileiros que contribuíssem de novo, pois o que teria sido enviado não fora suficiente, pois estes políticos pérfidos teriam roubados 80% ou mais dos donativos.

É tão impressionante a garra destes japoneses, que é de ficar de boca aberta de como eles fugazmente organizaram aquela balbúrdia em um mês, tudo limpinho e organizado, enquanto aqui no Brasil uma obra que deveria ser feita em pelo menos um ano, tudo fica superfaturado e que tem duração mínima de 8 a 10 anos e se não pararem a obra no meio por causa da imprensa que descobre o superfaturamento e eles param a obra fingindo que vão investigar o porquê deste superfaturamento.

Mas, é tão engraçado que quando aconteceu aquela tragédia em Teresópolis e Nova Friburgo os prefeitos destas cidades, pegaram as doações de mantimentos e usaram para campanha política para dizerem que eram eles quem estavam doando, mas não, quem doou foram pessoas do Brasil inteiro junto também de muitas empresas, e nosso dinheirinho que fora destinado a reconstrução das cidades também fora desviado por estes governantes cretinos e ladrões, e o engraçado disto tudo é que ainda tem pessoas que acreditam nesta corja destes corruptos, se matando para defender uma classe ruim, uma classe que só pensa em roubar, roubar e roubar.

E o que será que aconteceu com estes prefeitos?
Simplesmente só foram afastados de seus cargos.
Eles devolveram o que roubaram e desviaram?
Não.
Por que não?
Por que as pessoas esquecem rápido e não cobram justiça.
.
.

Nenhum comentário: